Tudo que você precisa saber sobre culinária japonesa

É fato que a culinária japonesa é uma delícia, mas você sabe as verdadeiras curiosidades na hora de saborear o bom e velho tempero dos nossos amigos orientais? Verdade seja dita, nem tudo que comemos naquele restaurante do coração representa realmente a iguaria servida do outro lado do mundo.

Entenda, finalmente, como funciona a comida japonesa de raiz.

O arroz-branco (hakumai, 白米) é o verdadeiro “carro-chefe” da culinária tradicionalmente japonesa, na verdade, poucas refeições são consideradas completas sem ele. Qualquer outro prato servido durante uma refeição (peixe, carne, legumes..) é considerado um acompanhamento. É utilizado um tipo de talher diferente, denominado hashi. Originário da China, consiste em dois pequenos bastões de madeira, plástico ou metal.

Os tradicionais pratos japoneses recebem seu nome de acordo com o número de acompanhamentos que vêm junto do arroz e da sopa. A refeição japonesa mais simples, por exemplo, consiste de ichijū-issai (一汁一菜; “uma sopa, um acompanhamento” ou “refeição de um prato”). Isto significa que a refeição é composta de sopa, arroz e de algum acompanhamento — normalmente um legume em conserva. O “pequeno-almoço” ou “café da manhã” japonês normalmente é constituído de missoshiru (sopa de pasta de soja), arroz e algum legume em conserva.

comida japonesaA refeição mais comum é conhecida por ichijū-sansai (一汁三菜; “uma sopa, três acompanhamentos”), ou por sopa, arroz e três acompanhamentos, cada um empregando uma técnica de culinária diferente. Estes acompanhamentos normalmente são peixe cru (sashimi), um prato frito e um prato fermentado ou cozido no vapor — ainda que pratos fritos, empanados ou agri-doces podem substituir os pratos cozidos.

Não poderia finalizar essa publicação, sem contar para vocês quais as principais adaptações  feitas pelo nosso “jeitinho brasileiro” na hora de servir um prato japonês. confira alguns fatos importantes para compartilhar com os amigos à mesa:

  • Temperos

Tipicamente agridoce, a culinária japonesa faz uso de temperos como açúcar, vinagre, limão, shoyu e gengibre. Na preparação do arroz para o sushi, um tipo de vinagre especial é utilizado.

  • Mais amido

O arroz tipicamente utilizado nos pratos japoneses possui uma quantidade de amido maior do que o usado em pratos brasileiros. Com isso, após cozido, os grãos permanecem mais grudados, o que, por sua vez, facilita na hora de pegar com o hashi. Se o arroz desmanchar antes de chegar na sua boca é sinal que não foi preparado corretamente.

  • Cuidado com o shoyu

Por mais saboroso que seja, não se empolgue tanto na hora de usar o molho. Os japoneses, por exemplo, Comida japonesaconsideram que colocar shoyu diretamente no arroz atrapalha na hora de saborear o prato. O ideal é olhar apenas as carnes sem tempero e em pequenas quantidades, sem mergulhar tudo no molho.

  • Jeitinho brasileiro

Apesar de não sermos os únicos, aqui no Brasil, temos a mania de incrementar os pratos com toques pra lá de verde e amarelos. Não poderia ser diferente com a culinária japonesa, mas, para constar, o uso de frutas, além de cream cheease e tomate seco não acontece e eles, inclusive, acham bem estranho as versões brasileiras de seus pratos.

  • Salmão

Se você adora os pratos que levam salmão, fica aqui uma surpresa: ele nem sempre foi bem visto na culinária japonesa. Na verdade, ele não era nem visto. Apesar de os outros tipos de peixes sempre terem sido populares na alimentação, foram os noruegueses que apresentaram o salmão para os japoneses em 1980.

  • Melhor jeito de comer

Diversos pratos japoneses são apreciados com a mão, como é o caso do sushi. Durante as refeições por lá, o garçom traz uma toalha quente e úmida que permanece com o cliente durante todo o tempo, para que ele possa ir limpando as mãos ao longo da refeição. Em outros lugares do mundo, inclusive no Brasil, alguns restaurantes disponibilizam as toalhas, mas acabam retirando em algum momento, sem que o cliente fique com ela todo o tempo. Outra dica para devorar seu prato no melhor estilo japonês é comer o sushi em uma única mordida.

  • Fonte da juventude

O fato de a culinária japonesa ser rica em Ômega 3, ajuda no combate ao envelhecimento. Além de ajudar na diminuição do colesterol considerado ruim, também atua no combate a processos inflamatórios.

  • Reconhecida pela ONU

A gastronomia japonesa tradicional é reconhecida pela ONU por conta de sua importância cultural. Além disso, segundo o diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), José Graziano da Silva, o Japão “é um modelo global de dieta saudável e tem o nível mais baixo de obesidade entre as nações desenvolvidas, menos de 4%.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *